Formulário de busca

03/08/2018 - 20:57

Advogados comentam situação da Justiça Comum

Advogados comentam situação da Justiça Comum

 

As críticas à morosidade dominaram os depoimentos dos advogados e estagiários entrevistados pela reportagem da TRIBUNA no Fórum da Justiça Comum. Os colegas reivindicam o aumento do número de servidores, melhorias do Proger e nos juizados especiais, e defenderam o fim da "lacuna" no relacionamento entre os juízes e os advogados. No próximo mês, nossos jornalistas visitarão o Fórum Trabalhista.

 

Servidores

"A única reclamação que tenho é com relação aos funcionários, que são poucos. Isso acaba tornando a Justiça ainda mais lenta. Só para juntar uma petição, a espera chega a seis meses. Acredito que, para melhorar isso, é preciso aumentar o número de funcionários, seja realizando mais um concurso público ou apenas convocando aqueles que já foram aprovados e nunca foram chamados" Paulo Blanco, 36 anos

 

Proger

 

"O maior problema que vejo é a demora no Proger, especialmente após às 16h. A espera na fila dura cerca de 40 minutos. É muito tempo, principalmente quando se trata de um escritório grande, onde a demanda de trabalho é maior". Michel Nobre, 23 anos

 

Juizados

 

"Quero reclamar da morosidade nos juizados especiais cíveis. Embora tenham sido criadas para acelerar os andamentos processuais, bem como o acesso à Justiça, as serventias da capital encontram-se assoberbadas e com baixo contingente de funcionários, confrontando seu princípio maior, que é a celeridade". Raphael Bahiense, 31 anos

 

Satisfação

 

"Temos alguns problemas, como o atendimento, que demora um pouco, mas, no geral, estou satisfeito com a Justiça Comum". André Flores, 38 anos

 

5ª Vara Cível

 

"Minha reclamação é sobre a 5ª Vara Cível, onde só há um serventuário atendendo, o que acarreta uma demora grande. O restante funciona bem, mas essa vara especificamente costuma ter problemas. Sempre vejo os advogados comentando isso". Joaquim de Carvalho, 79 anos

 

OAB/RJ

 

"A OAB/RJ poderia melhorar a atualização dos dados dos advogados. Às vezes, o endereço que consta no cadastro está desatualizado, errado etc. Isso pode causar diversos problemas, e a Ordem poderia nos ajudar nesse sentido". Maria Rosimere da Silva, 29 anos

 

Morosidade

 

"Vou bater mais uma vez na tecla da morosidade. Apesar de a Justiça estar se aprimorando cada vez na 2ª instância, na 1ª instância o atendimento ainda passa por diversos problemas, especialmente nos JECs. Eles, que foram criados para dar celeridade à Justiça, geraram uma demanda reprimida para a qual não estavam aparelhados, e isso tem refletido diretamente no nosso dia a dia". Antônio Carlos Santana de Brito, 41 anos

 

Lacuna

 

"Acho que a Justiça Comum tem estado melhor, mais rápida, com melhores instalações. No entanto, um problema que ainda existe é a lacuna entre juízes e advogados. Os juízes nem sempre recebem os profissionais, e acho que isso deveria ser modificado. Precisamos abreviar esta lacuna, inclusive entre os magistrados e as partes". Márcia Gitahy, 42 anos

 


Abrir WhatsApp