Formulário de busca

03/08/2018 - 20:57

Nova Iguaçu inaugura quatro novos espaços dentro do projeto OAB Século 21

Nova Iguaçu inaugura quatro novos espaços dentro do projeto OAB Século 21

 

O projeto OAB Século 21 chegou à Nova Iguaçu no dia 23 de julho - e em dose quádrupla. Além das melhorias na sede da subseção - que agora conta com Escritório Compartilhado, com três salas individuais e uma de reunião -, foram reformadas três salas dos advogados: no Fórum, no TRT e no prédio que abriga os juizados Criminal e Cível.

 

Na cerimônia de inauguração, o presidente da 1ª Subseção, Jurandir Ceulin, afirmou que essas melhorias estruturais são fundamentais para os advogados da região. "Todos os problemas da Justiça de Nova Iguaçu são relativos à falta de estrutura que temos em nosso TRT e nos juizados. Apesar disso, vemos nos magistrados a mesma vontade dos advogados: trabalhar para o bem da sociedade. Se não conseguimos fazer da melhor forma, não é por falta de vontade dos profissionais de Direito e nem dos juízes", assinalou Ceulin.

 

A sala do TRT ganhou três novos computadores e oferece, além de impressora e fotocópias, água, café, biscoito e bolo. Para os advogados, é uma exceção no quadro de caos que predomina nos corredores da Justiça Trabalhista da região. A situação causa indignação nos advogados em vista da falta de estrutura que encontram no local. "É muito bom para o profissional ter um lugar confortável dentro dessa bagunça que é o nosso TRT. Os computadores auxiliam nas petições, e a água, o café e o bolo dão ao advogado a sensação de estar em casa. As salas representam isso, o nosso espaço dentro dos tribunais", salientou o advogado Samuel Barros.

 

A colega Ceres Helena acrescentou que, nas condições em que o TRT se encontra, é impossível trabalhar: "Estou há 25 anos na advocacia e, com meus problemas de coluna, não posso subir as escadas do Tribunal. Como o elevador do prédio não funciona, estou impossibilitada de trabalhar também. São importantes as melhorias da OAB no prédio, só assim o TRT vê que nós não desistimos de atuar na Justiça Trabalhista". Segundo o presidente da OAB/RJ, Wadih Damous, melhorar a estrutura das salas dos advogados é um dos principais objetivos da direção da Seccional. "É fundamental que a Ordem ajude a facilitar o dia-a-dia profissional dos advogados", disse.

 

O estado de caos do TRT se repete nos juizados, nem tanto pelo espaço físico - já que os eles funcionam em um moderno prédio anexo ao Fórum da região -, mas pelos serviços deficientes: há filas enormes e extrema morosidade. Os advogados que atuam no local agora têm ao menos um ponto de apoio: uma Sala da OAB, com dois modernos computadores, serviço de fotocópia e impressão, além de água, café e biscoitos. O juiz-titular do Juizado Especial de Violência Doméstica, Otávio Chagas de Araújo Teixeira, esteve presente à inauguração e afirmou que, para modificar a realidade dos juizados, magistrados e advogados têm que trabalhar unidos.

 

Em cada uma das três salas, que funcionarão como Escritório Compartilhado na sede da 1ª Subseção, a Seccional instalou um computador. A quarta máquina foi colocada na sala de reuniões do mesmo andar. Jurandir Ceulin aproveitou a inauguração do espaço para divulgar a instalação de uma antena do Centro de Estudos, Pesquisa e Atualização em Direito (Cepad) na sede da OAB/Nova Iguaçu. "Estamos em fase final da implantação. A partir do mês que vem, os advogados da região poderão assistir aos cursos na nossa própria sede", acrescentou. Também estiveram presentes às inaugurações o secretário-geral da OAB/RJ, Marcos Luiz Oliveira de Souza; o diretor da Caarj Ricardo Menezes; e os presidentes das subseções de Bangu, Ronaldo Bittencourt Barros, e de Belford Roxo, Antonio Santos Junior.

 


Abrir WhatsApp