Neste período de isolamento social provocado pela pandemia de Covid-19, quando se faz necessário manter trancados os plenários da Seccional, os canais da OABRJ nas redes sociais se estabeleceram como o fórum onde os debates sobre os temas do momento para a advocacia e o funcionamento da Justiça se dão.

No canal da OABRJ no YouTube, é possível assistir ao vasto acervo de eventos realizados presencialmente pelas comissões. Bem como aos seminários produzidos nesses quatro meses de distanciamento social, cujos temas não se esgotariam em meros 45 minutos de live no Instagram, e que acabaram sendo transmitidos por lá. 

É indispensável ao colega que se sente angustiado diante de tantas e tão profundas mudanças ocorridas nos últimos tempos no Judiciário fluminense assistir à fala do corregedor do TJ, o desembargador Bernado Garcez, no encontro virtual com o presidente da OABRJ, Luciano Bandeira, o presidente e o vice da Comissão de Defesa do Estado Democrático de Direito da OABRJ,  Luís Guilherme Vieira e José Ricardo Lira. A transmissão ao vivo de maio já alcançou mais de 11 mil visualizações.

O mesmo se diz sobre a conversa de Luciano com a corregedora do TRT1, a desembargadora Mery Bucker Caminha, que marcou o Dia Nacional da Advocacia Trabalhista, em junho, na qual foram abordadas as perspectivas de retomada dos trabalhos presenciais naquela corte, as teleaudiências e o PJe-Calc. 

Os vídeos do “I Fórum OABRJ sobre Direito, tecnologia da informação e inovação” e o dedicado aos dois anos do Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR, na sigla em inglês), promovidos pela Diretoria de Inclusão Digital e Inovação, são dicas valiosas para quem quer ficar a par da escalada na virtualização da sociedade.  

O “Encontro virtual da mulher advogada”, que jogou luz sobre o aumento desproporcional da carga de trabalho sobre as mulheres na pandemia, organizado por grupos ligados à advocacia feminina (da Seccional e do Conselho Federal); o webinário voltado para a advocacia trabalhista promovido pela Comissão da Justiça do Trabalho e o seminário sobre a reforma tributária do governo federal e a proposta de criação do imposto Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) , realizado pela Comissão Especial de Assuntos Tributários (Ceat), também valem a pena ser vistos e revistos no YouTube.