Desde a quinta-feira, dia 12, os mandatários das 63 representações da Ordem espalhadas pelo estado estão reunidos em Macaé, no norte-fluminense, para o II Colégio de Presidentes de Subseção do triênio 2019/2021, que vai até domingo, dia 15. Na breve saudação aos colegas que abriu o encontro, o presidente da OABRJ, Luciano Bandeira, pontuou que os debates durante os quatro dias girarão em torno de pensar e definir os rumos da atual gestão, enfatizando os interesses da categoria de acordo com as especificidades de cada região.

A programação da manhã desta sexta, dia 13, concentrou apresentações sobre temas corporativos. O destaque do dia ficou a cargo do presidente Luciano Bandeira, que lançou dois dos principais projetos da gestão: o Portal da Transparência da OABRJ e o programa Anuidade Zero.

No primeiro painel, o superintendente de governo do Banco do Brasil no Rio de Janeiro e no Espírito Santo, Claudio Gomes, se comprometeu a reforçar a orientação de que advogados não precisam abrir conta no Banco do Brasil para o recebimento de mandados. Além disso, prometeu que em uma semana, no máximo, seja extinguida completamente a necessidade de reconhecimento de firma ou atualização de procurações para levantamento de alvarás. 

Dando continuidade, a diretoria da Caarj apresentou algumas diretrizes da gestão e esclareceu alguns pontos sobre a atuação da entidade.  O presidente da Caixa, Ricardo Menezes, sintetizou a atuação do grupo no novo slogan 'Assistência em primeiro lugar', que foi apresentado no Colégio. "A nossa gestão tem a missão de cuidar da advocacia", resumiu. Completaram as apresentações Marisa Gaudio, Mauro Pereira e Fred Mendes, respectivamente vice-presidente, secretário-geral e tesoureiro da Caarj. 

Em seguida, o procurador-geral da Seccional, Alfredo Hilário, e o ouvidor da Ordem, Carlos Henrique Carvalho, apresentaram ações e projetos de gestão aos presidentes de subseção. Carvalho falou sobre a importância de um canal de contato que absorva todas as informações prestadas pelos advogados e pela sociedade. Já Hilário colocou-se à disposição dos presidentes, destacou a grave crise enfrentada pela advocacia e revelou que está sendo gestado um projeto de resgate dos colegas inadimplentes

Na parte da tarde, o secretário-geral da OABRJ, Álvaro Quintão, e o secretário-adjunto e diretor do Departamento de Apoio às Subseções, Fábio Nogueira, apresentaram um projeto de qualificação de pequenos e médios escritórios. Todas as 63 subseções receberão cursos de qualificação voltados a questões práticas da rotina da profissão

Encerrando o dia, os presidentes das subseções participaram de uma plenária, na qual foi compartilhada e discutida a situação da advocacia de cada região do estado.