O já tradicional Caminhos da adoção, evento promovido pela Comissão de Direitos da Criança e do Adolescente (CDCA) da OABRJ, que reúne pais e profissionais com experiência na área, teve sua sexta edição realizada na noite desta quarta-feira, dia 29, na sede da Seccional.

O encontro abriu o ano de trabalhos da comissão e tratou desta vez, das adoções necessárias, como informalmente são chamadas adoções como a tardia (de crianças com mais de três anos e adolescentes), a de grupo de irmãos, a adoção especial (de menores com algum tipo de deficiência) e a inter-racial.

 “Trazemos a reflexão sobre o que forma um perfil desejado para adoção. Por isso, quisemos abordar, hoje, as adoções necessárias, trazendo pessoas que passaram pela experiência de adotar menores e técnicas com vasto entendimento nesta matéria. Obviamente a gente busca tratar a questão pela ótica do Direito, mas também focando no sentimento, na psicologia, porque o Direito não anda sozinho quando se trata de adoção”, adiantou a presidente da CDCA, Silvana do Monte Moreira.

O evento valeu presença para as 1ª, 2ª, 3ª e 4ª Varas da Infância, da Juventude e do Idoso da Capital, o que, de acordo com Silvana, é o reconhecimento do trabalho da comissão.

Ela presidiu a mesa mediada pelo vice-presidente da comissão, Felipe Fernandes, e participação das psicóloga do Judiciário Eliana Olinda Alves e Ana Lúcia Simões da Silva; da produtora cultural, atriz e cantora Laura Castro; da jornalista Karla Mourão; e do funcionário público Rogério Koscheck.