Uma comitiva da Comissão de Proteção e de Defesa dos Animais (CPDA) da OABRJ formada por 24 integrantes (entre advogados, biólogos e veterinários), realizou a vistoria final no BioParque, equipamento inaugurado pela Prefeitura do Rio de Janeiro na quinta-feira, dia 18, onde funcionava o zoológico, na Quinta da Boa Vista. A visita aconteceu no sábado, dia 20, e vai dar origem a um relatório que será divulgado dentro de 15 dias.

A CPDA acompanha constantemente o tratamento dispensado aos animais pelo poder público municipal e observa com atenção a transição para o novo espaço, desde quando o edital de concessão do zoológico à iniciativa privada foi lançado em 2016. 

Na visita do último sábado, a comissão verificou se os diversos pontos de atenção já apresentados foram contemplados pelo Grupo Cataratas, responsável pela gestão: a retirada do muro que separava os hipopótamos, o aumento da área livre, a correta reintrodução de animais em seus habitats, a montagem de um hospital de atendimento a silvestres e o maior investimento em pesquisas. 

De acordo com a Prefeitura, no parque estão mais de mil bichos de 140 espécies, espalhados por uma área de visitação de 60 mil metros quadrados. Os ambientes passaram por uma reformulação completa para garantir condições de bem-estar aos animais em recintos adequados a cada um. Houve a instalação de barreiras naturais em muitos desses espaços e em outros foram usadas barreiras físicas, mas não há mais grades nem jaulas como antes.