Nos últimos dias, uma retrospectiva relembrou  as iniciativas mais marcantes empreendidas pela entidade. Visite também o canal da OABRJ no YouTube para assistir às centenas de lives e eventos sobre os mais diversos temas que mobilizaram a advocacia em 2020.


Em ano marcado por crise, melhorias estruturais foram foco para que colegas não ficassem desamparados


O ano começava com grandes avanços no projeto 'OAB Século 21'. Após a recente instalação de uma sala de apoio aos colegas que militavam no 8º Juizado Especial Cível (JEC), na Tijuca, e iniciando o calendário com a comemoração dos vinte anos da OAB/Rio das Ostras em uma casa nova, muito mais equipada, a OABRJ inaugurava, em fevereiro, uma nova central de suporte aos colegas trabalhistas, ampliando sua Casa do Advogado Paulo Saboya

Totalmente remodelada e em novo endereço - pensado para melhor acessibilidade - a Casa foi aberta ao público no dia 18 daquele mês. Com 750m², 60 computadores e o dobro do número de escritórios compartilhados do local antigo, o espaço foi pensado para oferecer aos colegas que militam na Justiça do Trabalho um verdadeiro ponto de apoio no Centro da cidade, onde pudessem também fazer suas refeições, se preparar para audiências e guardar com segurança seus pertences. Tudo partindo de uma lógica simples, segundo o presidente da Seccional, Luciano Bandeira: o compromisso da gestão em entregar aos advogados e advogadas as facilidades que permitiriam que eles exercessem suas atividades profissionais com dignidade. 

Este pilar não saiu da cabeça de Luciano quando o imprevisível aconteceu: a pandemia da Covid-19 que, em março, obrigou todos a se isolarem como forma de prevenção. Cumprindo decretos municipal e estadual, a Ordem fechou seus prédios e focou todo o seu trabalho nos desafios que os colegas estavam tendo que encarar no momento mais difícil que a advocacia já enfrentou até hoje, pela análise do presidente. 

A virtualização acelerada dos procedimentos judiciais, a adoção de audiências e sessões por videoconferência e a vigília para que os impactos de todas essas mudanças atingissem o mínimo possível a classe viraram a tônica do ano. 

Com a reabertura gradual das suas estruturas e a retomada dos prazos judiciais, a meta era clara: amparar os colegas que não tinham os equipamentos necessários para a realização dos atos virtuais. Desta forma, a Ordem instalou 250 webcams em pontos de todo o Estado, entre scritórios compartilhados da Capital e das subseções. “A preocupação maior da Ordem é que a advocacia tenha meios de continuar trabalhando para que não perca sua dignidade e não deixe de exercer seu papel na sociedade”, afirmou o presidente na ocasião. 

A partir deste avanço, a Seccional retomou o calendário do 'OAB Século 21' com responsabilidade redobrada: era preciso incrementar o serviço ofertado ao advogado na ponta, que, diante da crise, não puderam manter seus escritórios ou se viram desaparelhados. Com esse senso de urgência em mente, a partir de setembro foram inauguradas melhorias nas subseções. 

A OAB/Méier ganhou uma nova sede, melhor localizada e com mais estrutura: um auditório e central de peticionamento com 12 computadores, sete escritórios compartilhados e salas com o aparato tecnológico necessário para a realização de audiências virtuais. 

O mesmo seguiu em Sapucaia e em Carmo, que no dia 12 de novembro inauguraram novas salas de apoio à advocacia local. Parte da Subseção de Três Rios, a sala da OAB no Fórum de Sapucaia ganhou uma ampla reforma para melhorar o aproveitamento do espaço. Já o município de Carmo, atendido pela Subseção de Nova Friburgo, recebeu um novo ponto da Ordem, antigo pleito da advocacia local, equipado com escritório compartilhado pronto para a realização de audiências por videoconferência. 

Já no dia 26 de novembro foi a vez das subseções de Três Rios, Miguel Pereira e Vassouras receberem melhorias estruturais. A OAB/Três Rios ganhou três escritórios compartilhados, um deles com equipamento para audiências virtuais, e uma sala de reunião. A OAB/Miguel Pereira mudou de endereço para facilitar o acesso de pessoas com dificuldade de locomoção e também foi equipada para videoconferências. E a OAB/Vassouras também foi transferida para novo local, onde foram instalados mais um escritório compartilhado e uma sala de reunião com equipamentos para peticionamento eletrônico. 

“A Ordem lutou junto da advocacia neste ano difícil. Os colegas se mantiveram trabalhando, resistindo, lutando para defender o interesse dos clientes. E agora, com a retomada do Poder Judiciário, não pararemos de trabalhar firmemente, investindo na tecnologia necessária para aparelhar os mais de 250 Escritórios Compartilhados de todo o Estado com os equipamentos necessários para que os colegas possam realizar seu trabalho com dignidade”, afirma Luciano. 

O ano de 2021 promete não ser diferente neste sentido: já está prevista para janeiro a inauguração da nova sede da Subseção de Teresópolis. O espaço terá cinco escritórios compartilhados, núcleo para peticionamento eletrônico com 15 computadores e auditório com capacidade para 120 pessoas. Veja no vídeo abaixo uma prévia de como será a nova sede.