Depois de receber diversas mensagens de colegas indicando instabilidade na funcionalidade de distribuição do sistema DCP do Tribunal de Justiça, a OABRJ, por meio de sua Diretoria de Inclusão Digital e Inovação, entrou em contato com a corte solicitando a emissão das devidas certidões de indisponibilidade e a consequente suspensão dos prazos. 

De acordo com as reclamações recebidas pela Ordem, os problemas começaram ainda na sexta-feira, dia 24.  O tribunal informou que já está analisando o caso.