Na terça-feira, dia 14, quando inaugurou a Casa da Advocacia do Recreio dos Bandeirantes (Avenida das Américas, 19.005, loja K, Empreendimento Comercial Absoluto Business Tower), o presidente da OABRJ, Luciano Bandeira, comemorou também o feito da gestão de superar a meta de 300 escritórios digitais instalados até este mês de setembro. 

Contando com as três da nova casa, a OABRJ contabiliza agora 316 salas com webcams espalhadas pelo estado. Este número concretiza o compromisso firmado por Luciano ainda no início da pandemia de garantir que nenhum colega - seja da capital ou do interior - ficasse sem meios de atuar por falta de estrutura. E vai além: estabelece um legado de inclusão digital que beneficiará as futuras gerações de advogados e advogadas que, a partir de agora, vão precisar fazer frente a um ritmo cada vez mais intenso de virtualização da Justiça e da prática da advocacia. 

“Cumprimos nosso compromisso com a advocacia de dar estrutura, dignidade e valorização”, comemora Luciano. "Não vamos parar porque atingimos a meta. Entregaremos, ainda este ano, escritórios digitais e centrais de peticionamento, com funcionários treinados para ajudar os colegas, a Paraty, São João da Barra, Arraial do Cabo e a Tanguá".

A escolha por intensificar o investimento em infraestrutura quando a pandemia limitou drasticamente o funcionamento presencial dos tribunais e cerrou as portas de escritórios próprios de inúmeros dos quase 153 mil colegas espalhados por todo o Rio de Janeiro acabou sendo a boia salva-vidas de quem não conseguiu mais arcar com aluguel, contas de luz e água, computadores, licenças de software, entre outros gastos. 

Em agosto de 2020, a gestão instalou o primeiro lote de 250 webcams nos computadores dos pontos da capital e das subseções, transformando o que se chamava de escritórios compartilhados em escritórios digitais. De lá para cá, a constante inauguração e ampliação dos espaços da Ordem no estado trouxe sempre a reboque a soma de novo maquinário. 

O mapa da Ordem no Rio de Janeiro mostra hoje várias novas Casas da Advocacia construídas em subseções populosas (como esta do Recreio, vinculada à OAB/Barra da Tijuca) e até mesmo uma no Complexo Penitenciário de Benfica, realização inédita no país. Diversas sedes de subseções foram repaginadas e mais salas em fóruns foram montadas. Hoje, mais de 2 mil colegas poderiam trabalhar simultaneamente nos escritórios digitais e nas centrais de peticionamento em todos esses endereços da OABRJ. 

“Isso é trabalho, isso é andar ao lado da advocacia para que cada advogada e cada advogado tenha dignidade no exercício da sua profissão”, diz o presidente da Seccional.

A Casa das Prerrogativas Celso Fontenelle, na Assembleia, 10, no Centro, que funciona como uma verdadeira central da advocacia, concentra o maior número de escritórios digitais: são 32. Já a Casa do Advogado Paulo Saboya, na Av. Gomes Freire, em frente ao TRT1, disponibiliza oito desses espaços privativos com webcams. Esses e as outras centenas de pontos de atendimento da Ordem no estado estão concentrados num mapa interativo de fácil consulta aqui no Portal da OABRJ. Aproveite para conhecê-lo e descubra o endereço mais próximo.