Nesta sexta-feira, dia 30, o presidente da OABRJ, Luciano Bandeira, percorreu pontos de atendimento da Ordem em Macaé, Rio das Ostras e Cabo Frio para inaugurar melhorias e entregar mais equipamentos de trabalho à advocacia dessas localidades. 

A primeira parada desta ronda pela Região dos Lagos foi Macaé. Luciano, os demais membros da Diretoria da Seccional e as lideranças da Caarj foram recebidos pela presidente da OAB/Macaé, Ana Agleice Poncio Destefani, pela vice, Gisela Souza, e pelos ex-presidentes da subseção Fabiano Paschoal de Souza e Ronaldo Linhares, primeiro na sala do fórum e, depois, na sede da Ordem local (Av. Elias Agostinho, 194 - Centro).

No espaço que a OABRJ mantém no tribunal, o número de computadores da central de peticionamento saltou de quatro para oito. A quantidade havia sido reduzida para prevenir o contágio da Covid-19. Agora, a bancada foi ampliada para a montagem de mais baias, o que aumentou, assim, a capacidade de uso da sala e viabilizará a instalação de mais máquinas no futuro. 

A sede da subseção foi reformada e os dois escritórios compartilhados à disposição dos colegas viraram seis escritórios digitais, com máquinas equipadas com webcam e, portanto, aptas à realização de atos virtuais. A ocasião serviu também à inauguração da foto de Fabiano Paschoal de Souza na galeria de ex-presidentes. Souza deixou o cargo para assumir a Procuradoria Geral do município em janeiro deste ano. 

Acompanharam Luciano a vice-presidente da OABRJ, Ana Teresa Basílio; o secretário-geral da Seccional, Álvaro Quintão; o tesoureiro, Marcello Oliveira; e o secretário-adjunto e diretor do Departamento de Apoio às Subseções, Fábio Nogueira; o assessor-executivo da Presidência da Seccional, Carlos André Pedrazzi, e a presidente da OAB Jovem da Seccional e do Conselho Federal, Amanda Magalhães.

A Caarj esteve representada pelo presidente, Ricardo Menezes; a vice, Marisa Gaudio; o secretário-geral, Mauro Pereira dos Santos; o tesoureiro, Frederico Mendes; e o procurador Romualdo Mendes de Freitas Filho.  

O presidente da Subseção de Cabo Frio, Kelven Lima, o ex-presidente da OAB/Bangu Ronaldo Barros, e o presidente do Sindicato dos Advogados do Estado, Claudio Goulart, também prestigiaram a visita. 

“Estamos aqui fazendo coisas concretas, que vão além do discurso e efetivamente ajudam advogados e advogadas em seu exercício profissional. São estruturas sem luxo, mas práticas e funcionais”, discursou Luciano.

O presidente ressaltou que o grande projeto da gestão e ideal que move as iniciativas das lideranças da OABRJ em todos os seus campos de atuação é garantir a dignidade no exercício profissional dos colegas e equipá-los para que possam fazer frente à virtualização de procedimentos na administração da Justiça, precipitada pela pandemia. 

“Vamos entregar ainda este ano 300 escritórios digitais aos colegas do estado. Nenhum advogado ou advogada será impedido de exercer a profissão por falta de estrutura para peticionamento, digitalização ou audiências virtuais. Esta gestão é feita de advogados militantes, que enfrentam no dia a dia as dificuldades da Justiça para levar sustento para casa”.

Ana Agleisi referendou as palavras do presidente. 

“A advocacia precisa ver resultados concretos, precisa trabalhar, ver seu processo andando, a audiência sendo realizada. Estreitamos muito a relação com juízes e serventuários”.