O presidente da OABRJ, Luciano Bandeira, participou, neste domingo, da live ‘OAB pela Democracia’, realizada pela Comissão Nacional de Defesa da República e da Democracia, do Conselho Federal da Ordem. O evento virtual reuniu todos os líderes das seccionais da região Sudeste e fez parte da campanha #OABPelaDemocracia, movimento que busca sensibilizar toda a classe para a defesa dos direitos e garantias fundamentais da Carta Cidadã.  

Na ocasião, Luciano apontou que uma das tarefas da advocacia é justamente a defesa da democracia em sentido amplo:

"A democracia não é somente o processo eleitoral. Lógico que ele é fundamental para que exista a democracia porque o povo tem de ser soberano na escolha de seus representantes, mas ela é muito mais do que isso. Trata-se da implantação de princípios, muitos deles contidos na nossa Constituição", defendeu.

Para ele, o grande desafio da democracia brasileira é a efetivação dos princípios constitucionais através da efetivação dos direitos. 

Já o presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, chamou a atenção para número de uma pesquisa que revela a tolerância das pessoas com a flexibilização de preceitos democráticos, assinalando que a defesa da democracia também passa por um processo de conscientização. "O que estamos fazendo nessa campanha de defesa é também passar a compreensão sobre o que é o Estado democrático de Direito”.  

O presidente da Comissão Nacional de Defesa da República e da Democracia, Nabor Bulhões, destacou a capacidade de mobilização da OAB. Ele defendeu o papel da advocacia na defesa da democracia ao longo da história brasileira. Trouxe ainda um pouco da trajetória de criação dos núcleos de ensino jurídico no Brasil na esteira de concepção de uma identidade nacional para o país recém criado. 

"A advocacia está vinculada, indissociavelmente, à vida democrática do país. Ela representa uma luta constante contra todas as formas de opressão, de arbítrio e intolerância. Por isso, em 1988, num período de transição de uma ditadura brutal para redemocratização do país, mais uma vez a advocacia se fez presente e deu enorme e substanciosa contribuição para a democratização do país com a promulgação da Constituição", afirmou Bulhões. 

live, transmitida no canal da OAB Nacional no YouTube, contou também com a participação dos presidentes da OABES, José Carlos Rizk Filho; da OABMG, Raimundo Cândido Junior; e da OABSP, Caio Augusto Silva dos Santos.