Na reunião virtual realizada nesta segunda-feira, dia 6, entre o presidente da OAB/Piraí, Gustavo de Abreu Santos, a juíza da comarca, Anna Luiza Campos Lopes Soares, e Luiz Augusto Guimarães, membro da Comissão de Prerrogativas e Celeridade Processual da subseção, a advocacia local obteve a promessa de que teria contato facilitado com o Judiciário para que a prerrogativa de despacho direto seja respeitada. 

A juíza informou os telefones e emails diretos  dos assessores do seu gabinete, pois a central telefônica do fórum não é eletrônica e necessitaria de um serventuário para tal comando, ocasionando falhas nas ligações. São eles:

          ● Processos Cíveis (24) 2411-9207
            email: [email protected]  (Falar com Alexandre)

          ● Processos Criminais (24) 2411-9210
            email: [email protected]  (Falar com Mariana)

          ● Vara Única (para processos que demandem movimentação tipicamente cartorária)
            (24) 2411-9200 ou email: [email protected]

É preciso que os colegas classifiquem com cuidado os assuntos, para que as urgências reais sejam priorizadas. 

A juíza garantiu que cobrará dos assessores o acompanhamento dos emails enviados pela advocacia. Caso os assessores não resolvam as questões apresentadas, a magistrada afirmou que poderá agendar uma reunião virtual particular com o advogado (a) pela plataforma Cisco Webex.

A juíza afirmou também estar em comunicação com o TJ sobre as questões acarretadas pelas audiências virtuais, como a participação das testemunhas, problemas com internet e se as partes envolvidas terão equipamentos para utilização da audiência. 

No encontro, também foi abordada a priorização da expedição dos mandados de pagamento, visando a reduzir os impactos econômicos da crise causada pela pandemia. Segundo as estatísticas de controle do juízo, aqueles oriundos de processos eletrônicos estão em dia.

A tramitação dos processos físicos e as audiências virtuais na comarca, segundo a magistrada, estão com tramitação prejudicada, uma vez que só estão sendo processados durante os plantões. O quadro de serventuários foi reduzido, já que alguns pertencem ao grupo de risco para Covid-19. A juíza contou que conseguiu autorização da presidência do TJ para convocar estagiários para desempenhar trabalho interno, com prioridade para a digitalização do acervo físico da Vara Única, que ainda corresponde a 65% do total de processos em tramitação.