Nesta véspera do Dia de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, a diretora de Igualdade Racial da OABRJ, Ivone Ferreira Caetano, expressa a importância da data.

Nota da Diretoria de Igualdade Racial da OABRJ


A consciência alcança tanto as pessoas de pele negra e de pele branca, pois corre nas veias de cada pessoa o sangue dos nossos ancestrais africanos. É necessário, portanto, que todos se mobilizem para combater o racismo.

Esta data faz referência à morte de Zumbi, o então líder do Quilombo dos Palmares que foi morto em 20 de novembro de 1695, devido à sua luta pela resistência à escravidão no nosso país. Todos temos a obrigação de honrar esta luta.

Temos também que lembrar que, com a redemocratização do Brasil e a promulgação da nossa Constituição de 1988, que garante a igualdade de gênero e raça, muitos segmentos da sociedade e importantes movimentos sociais, como o movimento negro, obtiveram mais espaço no âmbito das discussões e decisões políticas voltadas para a reparação histórica aos negros, que até hoje continuam sofrendo com o racismo.

A OABRJ como instituição de grande relevância e importância vem por meio desta diretoria reafirmar o compromisso na luta pela inserção cidadã dos negros e negras que vivem à margem da sociedade no nosso país e em situações de miséria, sofrendo com a exclusão social. Reitera ainda o engajamento na luta pela continuidade das políticas públicas de inclusão da população negra que possibilitem uma vida digna para todos e todas, o que é um direito constitucional.                                           

Rio de Janeiro, 19 de novembro de 2021
Ivone Ferreira Caetano
Desembargadora do TJRJ e diretora de Igualdade Racial da OABRJ