Câmara aprova multa maior para recursos protelatórios

 

 

Do site do Conselho Federal

 

Brasília, 18/10/2007 - A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei nº 1040/07, do deputado Régis de Oliveira (PSC-SP), que aumenta o valor das multas aplicadas quando os embargos apresentados em processo judicial forem considerados meramente protelatórios. A proposta aumenta a multa de 1% para 5% do valor da ação em disputa, e de 10% para 20% nos casos de reincidência. O projeto segue para o Senado Federal.

 

O relator, deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), ressaltou que "os recursos protelatórios destinam-se a atrasar a solução". O deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) afirmou que as multas atualmente existentes não inibem esse comportamento e que, muitas vezes, vale a pena para quem está perdendo a ação pagar a multa e ganhar mais tempo. Para o deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), a aprovação da proposta também sinaliza para o Judiciário que fique mais atento e puna os procedimentos protelatórios.