Notícias
09/11/2018 – 13h37 | última atualização em 09/11/2018 – 16h09

Roque Z: Chapa 2

Fonte: redação da Tribuna do Advogado
Foto: Divulgação
 
Por que o senhor é candidato a presidente da OAB/RJ?
Roque Z – É aspiração legítima de todo advogado presidir seu órgão de classe. Considero-me preparado e com vontade de assumir a direção da OAB/RJ, com a crença de que serei útil para implementar as mudanças que correspondam aos anseios da classe. Precisamos resgatar as prerrogativas, esteio da credibilidade da advocacia, desgastadas ao longo de mais de uma década pelas últimas administrações, que permitiram influências político- -partidárias que desviaram a Ordem de suas finalidades. Outra razão fundamental é a redução da anuidade dos advogados e a isenção desse pagamento aos estagiários, uma vez que temos mais de 220 mil advogados inscritos, e, portanto, somos uma das maiores classes profissionais do Estado do Rio. Até novembro, o pagamento da anuidade à vista, com desconto, é de R$ 900. Se o advogado paga a anuidade parcelada, esse valor sobe para R$ 1.240. Supondo que apenas cem mil advogados paguem, por exemplo, R$ 1 mil pela anuidade, nossa arrecadação já seria R$ 100 milhões. Somam-se a essa elevada receita mais 10% das custas judiciais da Caarj, três exames de Ordem anuais, OAB Suplementar, anuidade de R$ 720 dos estagiários, token, identidade, contratos etc., ou seja, arrecadamos tanto dinheiro que não justifica manter uma anuidade tão elevada, que supera a receita de centenas de municípios no Brasil. Com experiência de mais de 25 anos de dedicação à advocacia, estive sempre presente nos corredores forenses, sendo solidário aos advogados em dificuldades na defesa de suas prerrogativas. Sou professor universitário de Direito Civil, Processo Civil e Constitucional. Autor de artigos para o jornal O Globo, The News Rio, revista New Business e outros. Nunca permiti e sempre combati abusos em qualquer comarca, instância ou tribunal. Ao contrário do que vem ocorrendo na OAB/RJ, sempre incentivei a paz e harmonia entre advogados, magistrados, promotores e serventuários, com respeito às prerrogativas, objetivando resgatar nossa credibilidade, distanciada por uma gestão partidária e ideológica. A dedicação à advocacia é a chave do sucesso. São essas razões que me credenciam a assumir a direção da OAB, sem partidos ou ideologias políticas. Isso faz a diferença.
 
Quais são seus principais planos de gestão?
Roque Z – Sempre garantir as prerrogativas. Não podemos permitir violação dos escritórios, abusos nos tribunais com uso de algemas. Temos como compromisso impedir que magistrados de primeiro grau atendam os advogados nos balcões dos cartórios. Nos tribunais, garantir aos advogados livre acesso aos gabinetes dos desembargadores e ministros, sem prévio agendamento. Extinguir o cartão corporativo; venda dos carros da diretoria da OAB/RJ e Caarj; plano de saúde, previdência e aposentadoria.
 
 
PROGRAMA DE GESTÃO:
  • Redução da anuidade;
  • Garantia das prerrogativas;
  • Extinguir a cobrança da anuidade dos estagiários;
  • Extinguir o cartão corporativo nas diretorias da Caarj e da OAB/RJ;
  • Venda de todos os carros oficiais das diretorias da OAB/RJ e da Caarj;
  • Plano de saúde, previdência e aposentadoria;
  • Auditoria imediata na Caarj e OAB/RJ nos últimos 12 anos;
  • Estudo para criação da Casa do Advogado Idoso, hospital, ambulatórios, óticas, livrarias etc.;
  • Afastar da OAB/RJ e da Caarj a influência político-partidária ideológica;
  • Reexaminar as 8.089 ações de execução ajuizadas pela OAB/RJ na Justiça Federal;
  • Reestruturar advocacia trabalhista abandonada;
  • Relacionamento harmonioso entre OAB/ RJ, magistratura, Ministério Público e serventuários;
  • Enxugar a folha de pagamento dos funcionários da OAB/RJ e da Caarj;
  • Extinguir a reeleição na OAB/RJ; Criar portal da transparência da receita, despesas, saldo e dívidas;
  • Extinção das custas na expedição de mandado de pagamento aos advogados;
  • A denominação de Tribunal de Ética e Disciplina será alterada para Conselho de Ética;
  • Eleições diretas para o quinto constitucional pela votação de todos os advogados;
  • Ação de Prestação de Contas em face da OAB/RJ e da Caarj, processo nº 0072725- 85.2018.4.02.5101, para acessar e tomar conhecimento.
 
PUBLICIDADE
OAB/RJ - Av. Marechal Câmara, 150 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20020-080 - Fones: (21) 2730-6525 / (21) 2272-6150
atendimento@oabrj.org.br - 2012 - OAB/RJ online - Todos os direitos reservados.
Fechar(x)