Notícias
03/09/2018 – 14h26 | última atualização em 06/09/2018 – 17h34

Em nota, oficial, OAB/RJ cobra apuração das causas do incêndio no Museu Nacional e alerta para precárias condições dos demais acervos

Fonte: redação da Tribuna do Advogado
Assim como toda a sociedade, é de forma consternada que a OAB/RJ recebeu a notícia do trágico incêndio que destruiu o Museu Nacional na noite do último domingo, dia 2. Em nota oficial, a Seccional solidariza-se com os profissionais envolvidos na preservação e valorização do patrimônio cultural brasileiro e cobra das autoridades ampla apuração nas causas do incêndio.
 
A Ordem também destaca as precárias condições dos demais acervos museológicos públicos e alerta as autoridades sobre a necessidade de preservação, para que calamidades como essa não se repitam. 
 
Leia a íntegra da nota oficial:
 
A Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado do Rio de Janeiro, consternada ao lado de toda a sociedade brasileira diante do trágico incêndio que destruiu o Museu Nacional na noite do último domingo, dia 2 de setembro, vem a público manifestar o que segue.

Em primeiro lugar, a OAB/RJ oferece sua mais sincera solidariedade aos funcionários do museu e a todos os profissionais que dedicam seu trabalho à importante missão de preservação e valorização do patrimônio cultural brasileiro.

Ao mesmo tempo, exige e requer às autoridades competentes ampla e urgente apuração das causas do incêndio e a consequente responsabilização dos culpados.

A Seccional vem, ainda, alertar as autoridades de todas as esferas governamentais acerca das precárias condições em que se encontra a imensa maioria de nossos acervos museológicos públicos, para que calamidades como essa não se repitam.

Por fim, reafirma seu compromisso no sentido de tornar efetiva a norma do artigo 216 de nossa Constituição, que dispõe sobre o respeito ao patrimônio artístico, histórico e cultural como lastro de nossa identidade nacional. O descaso governamental com o museu mais antigo do Brasil, que abrigava acervo inigualável de mais de 20 milhões de itens, representa uma ofensa à cultura em âmbito internacional e às futuras gerações que nos sucederão. Diante da grave catástrofe e dos riscos que assolam outras instituições brasileiras, a OAB/RJ realizará em breve o Ato em Defesa da Valorização do Patrimônio Cultural brasileiro, esperando contar, na oportunidade, com a contribuição de toda a sociedade civil.
 
Felipe Santa Cruz
Presidente OAB/RJ
 
Sydney Sanches
Presidente da Cdadie OAB/RJ
PUBLICIDADE
OAB/RJ - Av. Marechal Câmara, 150 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20020-080 - Fones: (21) 2730-6525 / (21) 2272-6150
atendimento@oabrj.org.br - 2012 - OAB/RJ online - Todos os direitos reservados.
Fechar(x)